Quem sou eu

Minha foto
Odontologia especializada em fazer você sorrir!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Extração dos Sisos: Quando tirar?

     Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa ou faz, o ideal é ter um acompanhamento desde a infância com dentistas e determinar de acordo com o crescimento e desenvolvimento esquelético qual o momento ideal para extração dos sisos. Sempre que possível, a cirurgia deve ser executada na puberdade/adolescência, com o objetivo de realizar o menor trauma o possível tanto psicológico como físico. Nesta fase o dente ainda é germe e não erupcionou na boca, o que significa que é um dente saudável, sem infeções, de pequeno tamanho e com gengiva de cobertura.

Dentes do siso, ainda germes, sem sinais de infecção, pequenos e saudáveis em paciente de 16anos.
    

Comparativamente, numa fase adulta, o dente já atinge maiores dimensões e sua comunicação com a boca faz com que ele tenha propensão à cárie e doença periodontal (por ser um dente muito difícil de higienizar).





Siso superior em paciente com 42 anos de idade com cárie, infecção, com dimensões maiores. Note uma mancha escura no dente vizinho ao siso que se trata de uma cárie de raiz causada pela má higiene local.



Siso inferior em adulto com desenvolvimento de duas raízes e inclinado. Note o tamanho do dente e a dificuldade de extração. 


Siso sem função mastigatória saindo de sua posição habitual e iniciando processo inflamatório gengival.



Em uma situação saudável, a cirurgia de sisos pode ser bastante tranqüila oferecendo menor risco ao paciente em relação à infeções e danos às estruturas envolvidas no procedimento. Em cirurgias preventivas tudo corre de forma mais segura e confortável.

2 comentários:

  1. Doutor por favor responda, fiquei sabendo de um caso de uma menina que morreu após a cirurgia dos quatro sisos, não se sabe se foi por causa do antidepressivo que ela tomava, sei que ela tomou 7 anestesias, ou se foi do coração. Também tomo antidepressivo e estou com medo, me diz o que. O senhor acha.

    ResponderExcluir
  2. Oi, sua dúvida é bastante plausível, mas não há relatos freqüentes deste tipo de acometimento. A interação entre antidepressivos e anestesia local não é um fator limitante para cirurgias bucais e muitas vezes este tipo de medicação é utilizada para tranqüilizar o paciente durante o atendimento odontológico. Em relação aos 7 tubetes de anestesia utilizados, estão dentro da dose de segurança para uma cirurgia em adulto. Realmente o que aconteceu foi uma fatalidade, mas estes motivos relatados não são fatores que isolados poderiam resultar em óbito.

    ResponderExcluir